Coragem de ser Imperfeito/a - conteúdos

Margarida

Margarida,
És uma flor que se pauta pela simplicidade...
E olhando para a tua história vejo que foste infeliz
Quando tornaste tudo complexo e difícil...

Margarida,
A espontaneidade de viver com simplicidade cada momento
Como uma flor simples, campestre, que cresce nas veredas dos campos,
entre tantas outras, vivendo simplesmente,
Abrindo as sua pétalas sendo completamente dom...
Existindo, confiando na vida e na maravilhosa interligação de amor,
Que une toda a Natureza...

Margarida,
Vive plena e grata, com simplicidade,
Na tua pureza, existes Bela....
Não és Rosa ou Orquídea...
Só és infeliz se pensares que para ser perfeita,
Precisas de ser outra coisa...
Não és Lírio ou outra flor exótica...
És uma pequena flor, Margarida,
Linda, pequenina e simples.
És flor campestre, branca, amarela, pequenina...
Estremece de felicidade pelo dom de existir...

Margarida,
Confiante, agradece a água da chuva,
as abelhas e os passarinhos,
Os campos verdes e os riachos;
As noites frias sob mil estrelas e o quentinho calor do Sol.

Margarida,
Vive plenamente, vibra em cada momento presente...
Está escondido em cada momento,
O pleno potencial de Perfeição...
Se te renderes e deres tudo de ti, com gratidão.

Margarida,
Existe morte, vida, sofrimento, alegria...
Dificuldades, obstáculos e puros momentos de festa...
Se não tentares ser algo que não tu, serás
um Perfeito dom de amor à vida
E a cada um que partilha a vida contigo...

Margarida,
Flor simples, campestre....
Sê plenamente tu, branca, amarela e pequena e simples...

Plenamente feliz.
Margarida Araújo Silveira