O nosso blog

À minha Vó Ilda, à minha Mãe Maria e à minha Avó Laura e todas as que vieram antes

À minha Vó Ilda, à minha Mãe Maria e à minha Avó Laura e todas as que vieram antes.

De bata, sem bata.
Com sangue lutador.
Com suor trabalhador.
Com ossos de entrega ao outro.
Com corpos de amor.
Com corpos cheios do tudo é do nada.

De bata a todas as mulheres portuguesas.

Em dia de Assunção de Maria.
Que todas as Marias ascendam com missão concretizada nestes corpos de mulher.
Que viagem é esta que todas nós temos de responder?
E tomamos acção neste chamado?