Poema

Nasce uma flor

Nasce uma flor
nas pedras da calçada
um segredo um sonho
um tudo que cresce assim do nada.


Canta! Canta! Rouxinol-bravo
que o Zé dos fiados não desconfia…
deixa cair do regaço
antes que da noite se faça o dia.


Cem primaveras se passaram
nas pedras da calçada,
muitos sabiam, mas ninguém se lembrava.
Onde andas? Onde (é) a tua morada?


O dia chegou
nas pedras da calçada
entre o branco e o preto do maciço e pesado cal
a alvorada.


Ah P-A-I-X-Ã-O L-U-S-I-T-A-N-A !!!

Sussurros de Luz a brotar de terra calcada
… mal-me-quer… bem-me-quer…
muito, pouco ou nada.