Margarida Silveira
Membro
Cresci numa aldeia perto de Lisboa, cresci com a ideia de construir um mundo melhor e a unidade, com amigos um pouco por todo o mundo. Formei-me em Medicina em Lisboa onde trabalhei alguns anos.

Sempre vi Lisboa como o Cais do Fim do Mundo (como dizia o Heleno), um Cais que acolhe todos, que acolhe a diversidade e faz casa a quem por aqui passe. Um Cais de encontros de gente de todos os lados, músicas de todos os géneros com a mesma Luz desde estuário luminoso. Dos Portugueses para além do que há que crescer e transcender vejo essa Alma grande, calorosa, aberta ao Mundo, ao Mar, à Aventura e ao Mistério. Uma alma onde os valores são sólidos, onde o bem tem valor, onde existe coração e onde ainda existe a fé. Esse sorriso doce e acolhedor, esse abraço que se quer dar e ser família que acolhe a todos. Essa é a minha imagem de Portugal com a sua alma espalancada? e generosa. Redescobrir juntos essa Alma é a minha razão de estar no Evolusa.