Evolusa no Cidade Mais – mais do que um evento

Participar no Cidade Mais, com o Projecto EvoLusa, é, felizmente, já habitual.

Este, não foi só a 3a edição do Festival, mas também a nossa 3a participação. E, mais uma vez, foi evidente que o EvoLusa não é mais um projecto, não é mais uma coisa em que estamos envolvidos, não é um fardo. É a expressão daquilo que somos e da nova Cultura que queremos e estamos a criar juntos.

IMG_0002  IMG_0005 IMG_0021 IMG_0022 IMG_0023

A Sara Silva, que faz parte do Evolusa, é uma das pessoas que organiza o Cidade Mais. Este é um evento anual gratuito que celebra a Sustentabilidade e o Ambiente! Promove o encontro e simplifica a sustentabilidade, tornando-a imediatamente acessível a qualquer pessoa e organização! Surge para despoletar sinergias entre pessoas, projectos, autarquias, instituições e empresas que inspiram, actuando como evento-laboratório onde todos os participantes ensinam e aprendem a Sustentabilidade à escala glocal na vertente económica, social, cultural e ambiental.

Eu e o Ricardo, criamos uma oficina que pretendia estimular o português a conhecer-se a si próprio, através de diálogos e alguns exercícios criativos. Foi uma oportunidade para perceber melhor os condicionamentos da cultura portuguesa, bem como para explorar algumas das qualidades que nos permitem crescer e evoluir.

A oficina estava marcada para as 15h de sábado, dia 9 de Julho. Esperávamos bastantes pessoas, visto ser fim de semana, com um tempo convidativo para sair de casa. Os jardins do palácio estavam cheios de gente. Mas tínhamos apenas 3 pessoas inscritas para a nossa oficina. Eu e o Ricardo sabíamos que acontecesse o que acontecesse, não íamos desistir. Mas na verdade, das 3 pessoas, nenhuma apareceu! Pude ver claramente a experiência mista em mim: 1 – ainda bem, porque nunca tentamos esta oficina, 2 – que desilusão, queria mesmo fazer algo novo e partilhar o EvoLusa e 3 – as coisas são como são e aceito o que está a acontecer.

30 minutos passados da hora marcada para o início da oficina, uma das voluntárias do Cidade Mais, perguntou-nos de forma curiosa, qual era o objectivo da nossa oficina. Depois de perceber o que era o EvoLusa, a Paula correu os jardins de uma ponta à outra, para falar com as pessoas que por ali passavam e apregoando a nossa Oficina. Ela não conseguiu incentivar a participação, mas eu e o Ricardo ficamos impressionados com o espírito e a alma preserverantes e brilhante da Paula. E o sentimento de entreajuda – o vosso sucesso é o meu sucesso também. A Paula Reis foi uma verdadeira inspiração e mostrou bem o que é a alma Lusa!

Já eram 16h e pouco quando um círculo xâmanico iniciou na zona do jardim onde estávamos. Seria a hora de desistir? Tinha de ser, pois o espaço tinha de ser usado. O Ricardo decidiu participar no círculo e ambos ficamos surpresos e mais uma vez inspirados com aquilo que aconteceu, mal o círculo terminou. “Agora vamos todos participar na vossa oficna!”.

De repente, entre os participantes do círculo, e amigos nossos, tínhamos cerca de 10 pessoas a fazer a oficina EvoLusa!

Depois de explicarmos o que é o EvoLusa e em que consistia a oficina, todos participaram activa e alegremente. Colocámos 2 situações normais e pedimos que “teatrilizassem” essas situações com respostas previamente dadas. Por exemplo, numa ida ao café 2 pessoas pedem um café e ao verem que o café está frio, uma delas reclama e outra não. Após o exercício, todos exploramos as reacções a este tipo de situações e porque as temos. De onde vêm as nossas respostas? O que nos diz esta situação acerca de:

  • destaque pessoal
  • inferioridade
  • medo de confronto
  • quebra de hábitos

Esta oficina foi uma verdadeira prática do que é o EvoLusa, não só pelo que ambos criamos e levámos ao Cidade Mais, mas também pelo processo de criação da oficina e pela participação curiosa das pessoas que connosco estiveram.

Este é de facto o caminho que quero percorrer!

Obrigada Sara pelo convite, Ricardo pela equipa que criámos, aos amigos que nos apoiaram e incentivaram, ao resto da equipa EvoLusa e às pessoas que participaram na oficina.

Queremos fazer mais destas oficinas e mal podemos esperar pela próxima!

Fiquem atentos, pois em breve iremos divulgar as nossas próximas actividades.

Raquel Perdigão

IMG_0025

Leave a Reply